Série: Lojas de Disco: A Pop Rock (BH)

Já postei uma nota comentando sobre meu primeiro disco, agora vamos cutucar de novo o passado. Vamos relembrar algumas lojas de disco, a maior parte já fechadas, outras ainda em funcionamento. Porque lembrar de lojas de disco ? É que para a minha geração a loja de disco funcionava mais ou menos como um templo, e o vendedor de sua preferência como um sumo sacerdote.

A primeira e mais importante, em BH , era a Pop Rock. Era lá que íamos esperar ansiosamente a chegada dos “petardos” lançados pela Cultura AM. Quem lembra do endereço? Rua Tupis 437 – Centro

Era ali, quase esquina com a Rua São Paulo, descendo em direção a Avenida Amazonas, onde hoje está localizada uma Igreja Pentescotal. Era uma loja pequena, com um grande acervo, que mantinha colada na sua parede uma outra raridade na época, a parada de Hot 100 da Billboard, com os discos que já haviam chegado à loja marcados com caneta marca texto amarela , para facilitar o pedido. O sumo sacerdote, também dono da loja –  se não me engano, Nelson Canaan atendia pessoalmente e  dava preciosas dicas. Era lá, antes de existir internet, com poucas revistas especializadas, que os fanáticos se reuniam para comprar e trocar preciosas informações.


Mate a saudade do selinho da Pop-Rock, presente em uma boa parte da minha coleção de compactos e LP’s

Compacto simples com o selo da Pop Rock

28 comentários em “Série: Lojas de Disco: A Pop Rock (BH)

Adicione o seu

  1. Que legal encontrar isto por aqui. Cresci na Rua Tupis 426 em frente a Pop Rock. Ainda menino, atravessava a Rua para ir ouvir e aprender. Me apaixonei pela música naquela pequena loja…Comprei meu primeiro LP ali aos 11 anos, o belíssimo Band on the Run de Paul McCartney. Ainda me lembro da primeira vez que ouvi Pink Floyd na cabine…Se não me falha a memória eram dois irmãos, um hippie e o outro mais “business”? Os dois apaixonados pela música e grandes anfitriões. Hoje moro fora mas trago comigo as lembranças daqueles tempos de ouro…

    Curtir

  2. Legal ! Agradeço os comentarios que vivemos aquela epoca de ouro do rock.Eu fui o dono da POP ROCK discos e coloquei o melhor do rock and roll em BH.Valeu muito a lembrança.Nelsinho Canaan

    Curtir

  3. Legal.Gostei muito da lembrança,eu sou o hippie que vc falou dono da Pop Rock discos que colocou o rock and roll na cabeça dos mineiros na decadas 70´/80.Abraços Nelsinho Canaan.

    Curtir

    1. Nelsinho,

      Prazer em te reencontrar via internet. Você não imagina o quanto a Pop Rock foi importante pra aquela geração ( que a mesma que aqui no blog curte e me dá notícias sobre a Rádio Cultura) A Pop Rock, A Rádio Cultura e Rádio Mundial formavam pra nós o triângulo sagrado do rock e do pop. Dê notícias pra nós. Por onde você anda? Ainda curte música. Conte mais um pouquinho sobre a Pop Rock para que a gente possa publicar aqui e compartilhar memórias.Um abraço,

      Mauro Kleber

      Curtir

  4. KKKKKKKK…ao invés de voce publicar uma foto antiga da loja, voce me põe apenas um mísera foto da rua Tupis, extraída via “street view” ??? kkkkkkkkk…kkkk….pede pra esse Nelsinho, ex dono te mandar as fotos antigas da loja !!!!

    Curtir

  5. Estava aqui procurando informações sobre as lojas de disco que existiam em BH e me deparei com esse post. Cresci já na era do CD, mas desde meus 16 anos coleciono LP’s!Hj, aos 25 anos, tenho uma coleção modesta mas cheia de preciosidades musicais e, algumas delas, têm o selo da Pop Rock!Gostei muito de descobrir um pouco mais sobre essa loja!E também confesso, fiquei morrendo de vontade de conhecê-la!Obrigada pelo post!Ótimo!

    Curtir

  6. Lembro do Toninho que trabalhava na POP ROCK, qualquer novidade estava na mão. Inda hoje não esqueço quando ele me apresentou o primeiro lançamento do U2. O cara era fera…

    Curtir

  7. Época boa!! a melhor loja de discos , fitas ,posters revistas nacionais e importados.
    Parabéns ao Nelsinho e todos que trabalhavam na POP ROCK DISCOS E FITAS

    Curtir

  8. Saudade da Pop Rock!!
    A melhor loja de discos de Bh, Lps nacionais e importados, revistas importadas e posters de várias bandas.

    Parabéns ao Nelsinho e todo pessoal que trabalhou nessa loja incrível

    Curtir

  9. Cara, é incrível como tantos anos depois a Pop Rock ainda mexe com a gente. Nos anos 80 consegui uns compactos 45 rpm das bandas punks paulistas, via correspondência com o Clemente, dos Inocentes. Eu morava na Av, Paraná e subi na hora pra mostrar pro pessoal. O Toninho tava lá, a gente botou o som, e tava uma merda, esquisitíssimo. Demorou um pouco até a gente perceber a rotação errada e botar Olho Seco e Cólera no talo…

    Curtir

  10. Loja incrível! Lembro que recebia meu salário de office-boy e já ia direto lá.
    Comprava botons, fivelas, camisetas, LP’s e chegava em casa ávido para ouvir e montar o novo visual! Saudades dessa época. Fiz muitos amigos ali. O Toninho sempre me atendia super bem. Lembro que numa resenha com ele, (depois de comprar um LP do The Cure, Desintegration), ele me dizer que estava num projeto de tocar bateria com uns amigos e que iriam tocar The Smiths. Sugiro ao Nelson Canaan, criar uma página no Facebook sobre a Pop Rock, para manter viva a memória dessa loja fantástica! Realmente fez parte da vida de muita gente! FORÇA SEMPRE!!!

    Curtir

  11. Eu vivi essa época,headbanger na época,gostava mais da pop rock,porque o Laranja,vocalista do Shakal trabalhava na Cogumelo e eu achava ele muito tirado!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: