Faces: Militani de Souza – Antes que amanheça (2020)

Um dos objetivos do Vitrola dos Sousa é o de promover novos talentos. Militani é o líder e um dos integrantes do Boi Luzeiro, conjunto mineiro que promove ritmos regionais. Curtindo, como nós, o isolamento imposto pela pandemia, Militani se lançou em projeto solo, acompanhado por um time de grandes músicos. O resultado é esplêndido. Fiquem de olho, pois pelo que sei vem muita coisa boa por ai.

Ficha Técnica:

  • Militani de Souza – Composição e Violão
  • Camila Rocha – Baixo elétrico
  • Dil Brasil – Zabumba
  • João Paulo – Vibrafone
  • Nego Henrique – Ilú, Caxixi, Triangulo e Gonguê
  • Marcos Suzano – Pandeiro
  • Túlio Araújo – Pandeiro

Biscoito Maria – Arte Gráfica Bartira Prosdocimi – Edição de vídeo Marcos Suzano – Master e Mix Nandinho Militani – Agradecimento mais que Especial

Homenagem: Renato Barros

Renato Cosme Vieira de Barros (Rio de Janeiro, 27 de setembro de 1943 — Rio de Janeiro, 28 de julho de 2020), conhecido por Renato Barros

 

Renato era o líder da banda Renato e Seus Blue Caps, e tinha 76 anos. A morte foi comunicada pela família na página oficial do cantor no Facebook. Toda a geração que hoje tem entre 50 e 60 anos se divertiu e cantou com Renato os seus muitos sucessos.

 

No início dos anos 1960, formar um conjunto era o sonho de todo garoto suburbano. Os três irmãos Barros, mais os vizinhos Gelson e Euclides de Paula, passaram a tocar ainda adolescentes. Acabaram tomando emprestado o nome do grupo do roqueiro americana Gene Vincent, os Blue Caps.

Renato e Seus Blue Caps

Renato e seus Blue Caps, chegou a ter Erasmo Carlos nos vocais, foi contratado para o programa Jovem Guarda da TV Record, e tornou-se o mais popular da era do iê-iê-iê, principalmente pela versões de canções dos Beatles.

Muitos dos discos de Roberto Carlos nos anos 60 tem acompanhamento de Renato e seus Blue Caps, e composições de Renato Barros.  (Fonte: Jornal do Comércio)

Renato e os Blue Caps em 1973:

 

Lançamento: Fernanda Takai – Será Que Você Vai Acreditar ?

Fernanda-Takai

4-star - Stars In A Line, transparent png #2522572

Fernanda está de volta. Aproveitando a pausa da quarentena está lançando “Será que Você Vai Acreditar ?” No repertório boas surpresas:  Não creio em mais nada de Paulo Sérgio, tida como brega na década de 1970, ganha aqui uma linda versão. Há faixas originais como Terra Plana (John Ulhoa) , Não esqueça (Nico Nicolaiewsky), O Que Ninguém Diz (Climério Pereira), releituras, One Day in Your Life, eternizada na voz de Michael Jackson e Love is a Losing Game, de Amy Winehouse e participações especiais de fora do Brasil:  japonesa Maki Nomiya, vocalista do Pizzicato Five, em Love Song e a franco-brasileira Virginie Boutaud, ex-vocalista da banda Metrô, na faixa Amor nos Tempos do Cólera. Tudo embalado pela voz doc e afinada de Fernanda Takai.

Homenagem: Ennio Morricone

Ennio Morricone (Roma, 10 de novembro de 1928 – Roma, 6 de julho de 2020)

Faleceu na segunda-feira, 6, aos 91 anos, em Roma o grande compositor Ennio Morricone, autor de trilhas sonoras de importantes filmes. Ennio Morricone morreu, segundo a família, de complicações decorrentes de uma queda.

TRILHAS:

Por um Punhado de Dólares” (1964), de Sergio Leone;  “Por uns Dólares a Mais” (1965), de Sergio Leone; “Três Homens em Conflito” (1966), de Sergio Leone; “A Batalha de Argel” (1966), de Gillo Pontecorvo; “Teorema” (1968), de Pier Paolo Pasolini; “Era uma Vez no Oeste” (1968), de Sergio Leone; “Os Sicilianos” (1969), de Henri Verneuil; “O Pássaro das Plumas de Cristal” (1970), de Dario Argento; “Quando Explode a Vingança” (1971), de Sergio Leone; “Decameron” (1971), de Pier Paolo Pasolini; “A Classe Operária vai para o Paraíso” (1971), de Elio Petri; “Sacco e Vanzetti” (1971), de Guiliano Montaldo; “Medo sobre a Cidade” (1974), de Henri Verneuil; “Saló ou os 120 Dias de Sodoma” (1975), de Pier Paolo Pasolini; “1900” (1976), de Bernardo Bertolucci; “Cinzas no Paraíso” (1978), de Terrence Malick; “A Gaiola das Loucas” (1978), de Edouard Molinaro; “O Profissional” (1981), de Georges Lautner; “Era uma Vez na América” (1984), de Sergio Leone; “A Missão” (1986), de Roland Joffé; “Os Intocáveis” (1987), de Brian de Palma; “Busca Fenética” (1987), de Roman Polanski; “Cinema Paradiso” (1989), de Giuseppe Tornatore; “Ata-me!” (1989), de Pedro Almodóvar; “Pecados de Guerra” (1989), de Brian de Palma; “Bugsy” (1991), de Barry Levinson; “A Cidade da Esperança” (1992), de Roland Joffé; “A Lenda do Pianista do Mar” (1998), de Giuseppe Tornatore; “Vatel, um Banquete para o Rei” (2000), de Roland Joffé; “Missão: Marte” (2000), de Brian de Palma“Os Oito Odiados” (2015), de Quentin Tarantino

 

Agenda: Global Goal: Unite for Our Future

image description

Dia 28 de junho haverá transmissão do evento especial a partir das 9h30

A Global Citizen está reunindo os maiores nomes do entretenimento para seu especial global: Global Goal – Unite for Our Future (Objetivo Global: Unir-se para o nosso futuro) – o concerto para combater o impacto desproporcional do COVID-19 nas comunidades marginalizadas.

MTV anuncia transmissão do Global Goal: Unite For Our Future – The Concert

Hospedado por Dwayne Johnson, o concerto contará com apresentações de Shakira, Coldplay, Usher, Jennifer Hudson, Miley Cyrus, Justin Bieber e Quavo, J Balvin, Chloe x Halle, Yemi Alade, Christine e Queens , Lin-Manuel Miranda e elenco original da Broadway de HAMILTON com Jimmy Fallon & The Roots, J’Nai Bridges com Gustavo Dudamel, a Los Angeles Philharmonic e YOLA (Youth Orchestra Los Angeles) e o For Love Choir.

O concerto também incluirá participações de Antoni Porowski, Billy Porter, Charlize Theron, Chris Rock, David Beckham, Derrick Johnson, Diane Kruger, Forest Whitaker, Hugh Jackman, Ken Jeong, Kerry Washington e Nikolaj Coster. -Waldau, Olivia Colman, Opala Tometi, Salma Hayek Pinault e muito mais.

A transmissão virtual celebrará inovadores, cientistas, profissionais de saúde, ativistas e organizações que trabalham para desenvolver e distribuir testes, tratamentos e vacinas COVID-19 para todos, em todos os lugares que precisam deles.

 — Foto: Globo

A Campanha, também apoiada pela Bloomberg Philanthropies, Bill & Melinda Gates Foundation e Wellcome Trust, concentra-se em abordar o impacto da pandemia nos mais vulneráveis ​​e busca reconstruir comunidades e economias com liberdade e justiça para todos. Convocando as pessoas a agirem e pedindo aos governos, líderes corporativos e filantropos que se comprometam com a distribuição justa de ferramentas e tratamentos COVID-19, o Objetivo Global: Unir-se pelo Nosso Futuro visa fortalecer os sistemas de saúde, para que ninguém fique para trás. essa pandemia.

A playlist

Confinados e Afinados – A Playlist


Sabe quando comprávamos um LP com 12 faixas apenas, colocávamos para ouvir, tinha o Lado A e o Lado B, cada lado com um conceito. A ideia é esta ponha o nosso LP para rodar. São 12 músicas que dificilmente você vai escutar no

https://open.spotify.com/playlist/6IM2Kb6mPpRRzcSE7mt0BM?si=R6Y8j7XsQFaPCfi87AIYQg

 

Homenagem : Evaldo Gouveia

Evaldo Gouveia comemora 60 anos de carreira em show no BNB Clube

Evaldo Gouveia de Oliveira (Orós, 8 de agosto de 1928 — Fortaleza, 29 de maio de 2020)

Nossa homenagem ao criador de sucessos imortais: Alguém me disse, Canção para ninar gente grande, Sentimental demiais, O Conde, Tango para Tereza, O trovador entre outras

Obra

A noite e a prece (c/ Almeida Rego)/ Alguém me disse (c/ Jair Amorim)/Amo-te (c/ Jair Amorim)/Ave Maria os namorados (c/ Jair Amorim)/Baião macumbá (c/ Julinho do Acordeom)/Baiãozinho bom (c/ Julinho do Acordeom)/Beija-me depois (c/ Jair Amorim)/Bloco da solidão (c/ Jair Amorim)/Brigas (c/ Jair Amorim)/Canção para ninar gente grande (c/ Antônio Maria)/Cantiga de quem está só (c/ Jair Amorim)/Conversa (c/ Jair Amorim)/Deixe que ela se vá (c/ Gilberto Ferraz)/E a vida continua (c/ Jair Amorim)/Eu e Deus (c/ Pedro Caetano)/Eu e tu (c/ Jair Amorim)/Falso (c/ Jair Amorim)/Faz de conta (c/ Jair Amorim)/Garota moderna (c/ Jair Amorim)/Há meia hora apenas (c/ Jair Amorim)/Hora eu, hora você (c/ Jair Amorim)/Maldade (c/ Jair Amorim)/Maldito (c/ Jair Amorim)/Não (c/ Marino Pinto)/Ninguém chora por mim (c/ Jair Amorim)/Nosso cantinho (c/ Jair Amorim)/O bilhete (c/ Jair Amorim)/O conde (c/ Jair Amorim)/O mundo melhor de Pixinguinha (c/ Jair Amorim)/O trovador (c/ Jair Amorim)/Onde estarás (c/ Jair Amorim)/Perdão senhorita (c/ Jair Amorim)/Pior pra você (c/ Almeida Rego)/Pitota (c/ Paulo gilvan e Edson França)/Poema do olhar (c/ Jair Amorim)/Pra lá de bom (c/ Almeida Rego)/Quando existe Deus (c/ Jair Amorim)/Que Deus me dê (c/ Jair Amorim)/Quem tudo quer nada tem (c/ Jair Amorim)/Samba sem pim-pom (c/ Jair Amorim)/Se alguém telefonar (c/ Jair Amorim)/Se eu pudesse (c/ Jair Amorim)/Sentimental demais (c/ Jair Amorim)/Serenata da chuva (c/ Jair Amorim)/Só Deus (c/ Jair Amorim)/Tango pra Tereza (c/ Jair Amorim)/Tudo de mim (c/ Jair Amorim)/Um dia em Portugal (c/ Jair Amorim)/Um punhadinho de estrelas (c/ Almeida Rego)/Uma vez mais (c/ Jair Amorim)/Vou fazer um samba (c/ Almeida Rego)

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: