World Music:Mariza – Paixão (2015)

Depois de cinco anos sem gravar a rainha do fado português retorna com um álbum em que flerta com ritmos mais modernos. Marisa dos Reis Nunes  (Lourenço Marques, 16 de Dezembro de 1973) é o nome de nascimento da fadista portuguesa Mariza, segundo ela própria  , «cantadeira de fados».

Tem sido presença regular em palcos como o Carnegie Hall, em Nova Iorque, o Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, o Lobero Theater, em Santa Bárbara, a Salle Pleyel, em Paris, a Ópera de Sydney ou o Royal Albert Hall. O jornal britânico The Guardian considerou-a «uma diva da música do mundo.

World Music:Melanie De Biasio – The Flow (2014)

Mélanie De Biasio (Charleroi, 12/07/1978) ié uma cantora de jazz belga.Filha de uma mãe belga e um pai italiano , Mélanie De Biasio estudou ballet desde os 3 anos , e começou atocar flauta com  8 anos. Aos 12, ela se uniu ao  Ensemble de l’Harmonie de Charleroi para uma tournée no Canada durante um mês. Durante adolescêcia melhorou a dicção. Aos 15 foi cantora de uma banda de rock inglesa. Após 3 anos estudando canto no  Royal Conservatory of Brussels, ela se formou com distinção.Desde então cantou e tocou flauta em vários conjuntos de jazz. De Biasio  cantou e tocou com os mais influentes músicos de jazz belgas : Pascal Mohy, Michel Herr, Jan de Haas e Philippe Aerts, e foi indicada para o prêmio  Django d’Or em 2006, na categoria “Young Talent”. Em 2007, lançou seu primeiro álbum, A Stomach Is Burning, bem recebido pela crítica. Seu segundo álbum, No Deal, foi lançado em 2013, e é descrito como um trabalho simpes e sensual. conheçam esta nova artista:

World Music:Kandia Kouyate – Sadjougoulé (2015)

O álbum da malinesa Kandia chama-se Renascence por um bom motivo: há 11 anos ela sofreu um acidente vascular cerebral a deixou incapaz de falar e ameaçou encerrar uma carreira exitosa. Mas passado este período eis que ressurge Kandia em um retorno que supera as expectativas. Produzido por François Bréant e Ibrahima Sylla o álbum mostra uma cantora poderosa e completamente recuperada, pronta para seguir carreira. Fiquem com um clipe retirado do seu último álbum:

World Music: Dungen – Franks Kaktus (2015)

Dungen é uma banda de rock sueca, baseada em Estocolmo, que pode ser classificada como rock progressivo ou psicodélico, embora tenha também influência da música folk sueca e de outros paises, garage bands e rock alternativo.

A banda é liderada pelo compositor e cantor Gustav Ejstes, que escreve as músicas e toca a maior parte dos instrumentos da banda. A banda conta ainda, para suas apresentações ao vivo, com músicos veteranos da cena rock na Suécia:  Reine Fiske (Landberk, Morte Macabre, Paatos, The Amazing) nas guitarras, o baixista Mattias Gustavsson (Life On Earth!), e o baterista Johan Holmegard (na formação anterior o baterista era Fredrik Björling),que também tocam em algumas faixas dos álbuns de estúdio da Dungen. Um som muito gostoso.Recomendado para os apreciadores de Focus, PFM, Triumvirat…

World Music: St. Germain – Real Blues (2015)

St. Germain é o nome artístico de Ludovic Navarre, um músico francês. Seu estilo tem sido descrito como sendo uma combinação de house e música nu jazz. Um dos poucos produtores a realizar a fusão real do jazz e da house music, Ludovic Navarre começou a gravar no início dos anos 1990 ‘usando vários pseudônimos (Subsystem, Modus Vivendi, Deepside) para uma série de selos franceses. St. Germain estreou em 1994.

World Music: SöNDöRGő – Jozo (2013)

Velozes e Furiosos, os dedos voando com um panache de fogo, Söndörgő são uma das bandas mais excitantes da Europa. Com o seu instrumento de assinatura, o tambura, a banda brilhantemente combina respeito pela tradição com o desejo de inovar e virtuosismo. O conjunto é composto por 3 irmãos, seu primo e um velho amigo. Eles produzem um estilo de música que é extremamente atraente, mas pouco conhecido e bastante diferente para o, repertório tradicional baseado no violino da música húngara. Descubra com eles a beleza e o delicado poder de um som diferente dos Bálcãs. Venha dançar o Cocek, beber um palinka e ficar tonto em ritmos extraordinárias de Söndörgő …

Seus últimos três álbuns foram classificados muito bem recebidos pela revista Songlines: o rimeiro em colaboração com o famoso saxofonista macedônio, Ferus Mustafov, “In concert” (2009) depois “, Tamburising” (2011) e finalmente em julho de 2014, eles publicaram seu álbum atual “Tamburocket – Hungarian Fireworks” (River Boat), que também já obteve excelentes críticas. (F-Cat)

World Music: Buena Vista Social Club – Lost and Found (2015)

Os veteranos do Buena Vista Social Club continuam ativos, fazendo shows e turnês por todo o mundo e acabam de lançar mais um delicioso álbum, que reune material previamente não lançado: Lost and Found , altamente recomendável.

World Music: MARA ARANDA – Vell plaer (2015)

O destino de hoje é a Espanha.Mara Aranda (Valencia, 6 de dezembro de 1968) é uma cantora espanhola, intérprete de música mediterrânea e música antiga. Observe o uso de instrumentos medievais. Em 2015 ela lançou  Vostrum Mare, uma obra que combina inspiração, influências e emoções.. Além incomparável Mara Aranda já é um ícone de referência e tem um lugar na história ao lado das grandes mulheres do Mare Nostrum.

World Music: Lila Downs ft. Juanes – La Patria Madrina (2015)

Vamos aterrissar no México hoje, com Lila Downs. Ana Lila Downs Sánchez, mais conhecida como Lila Downs (9 de setembro de 1968, Tlaxiaco, Oaxaca, México)[ é uma cantora, intérprete, compositora, produtora musical e atriz mexicana do gênero world music, que canta em diversos idiomas, principalmente em espanhol e muito poucas vezes em inglês, para esquecer suas raízes paternas.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: