Os Melhores de 2012: #19. Japandroids – Celebration Rock

Japandroids - <i>Celebration Rock</i> (Polyvinyl)

Celebration Rock é o segundo álbum dos canadenses  Japandroids, lançado dia 5 de junho de  2012 na Polyvinyl Record Co.  Celebration Rock mistura punk rock e classic rock, tendo sido aclamado pela crítica e atingido a posição t #37 on na Billboard 200.

Os Melhores de 2012: #20. Kendrick Lamar – good kid, m.A.A.d city

Kendrick Lamar - <i>good kid, m.A.A.d city</i> (Top Dawg/Aftermath/Interscope)

Good Kid, M.A.A.D City (stylized as good kid, m.A.A.d city) é o segundo álbum de estúdio do artista americano de hip hop Kendrick Lamar. Lançado em  22 de outubro de 2012,  é a estreia de  Lamar em uma gravadora grande.

Os Melhores de 2012: #21. Letuce :Manja Perene

Manja perene

E quem é o Letuce? É Letícia Novaes, a moça de gestuais tortos que me impressionou em palco paulista. É Lucas Vasconcelos, na guitarra e dividindo os vocais com a parceira de música e de vida. E Fábio Lima(baixista) e Thomas Hares(baterista) completando com competência o time carioca. Os quatro trabalham a serviço de canções que não se encaixam em vibes ou tendências seguidas pela maioria das bandas que hoje atuam no cenário nacional. Elaboraram em Manja Perene uma linguagem ora suave ora visceral para falar do amor, de romance e de sensualidade. É um pouco MPB, um pouco rock, um pouco jazz, um pouco tudo isso. (Todo Ouvido)

Os Melhores de 2012: # 20. Psilosamples Mental Surf

Psilosamples é o resultado de inúmeras experiências pelo universo musical pouco explorado pela tradicional cultura popular. Produzido por, Psilosamples relembra vários temas, cantigas,texturas, remixes e samplers, à favor de um ambiente sonoro abstrato sem maiores preocupações com tradição musical, suas performances em tempo real costuma ser feito apenas com um computador executando softwares, melodias, rítimos e ruídos, explorando eletrônicamente com influências, algumas delas regionais, folclóricas, ao mesmo tempo que techno. Uma apresentação de um improvável refinamento pelo universo da musica eletrônica, entre outras denominações que Psilosamples se caracteriza.

Os Melhores de 2012: # 22. Bat for Lashes – The Haunted Man

 

The Haunted Man é o terceiro álbum de estúdio da artista inglesa Bat for Lashes. Foi lançado em 12 de outubro de 2012 pela Parlophone. O álbum foi precedido pelo single “Laura”, que foi lançado em 24 de julho de 2012. O novo álbum quebra com a beleza obscura e mística de “Two Suns”, que Bat for Lashes considera uma moda, e incorpora algo mais minimalista e despido, tal como a capa do álbum transmite

Os melhores de 2012: # 24. Jessie Ware – Devotion

Jessie Ware - <i>Devotion</i> (PMR/Island)

Devotion é o album de estréia da artista inglesa  Jessie Ware. Ele foi lançado na Grã Bretanha em agosto de 2012. Em 15 Abril de 2013, o álbum foi relançado como Devotion – The Gold Edition.Esta versão inclui um bonus com mais  quatro faixas, duas das quais inéditas, “Imagine It Was Us.”

Os Melhores de 2012: # 26. Edward Sharpe and the Magnetic Zeros: Here

Here ié o segundo álbum de Edward Sharpe and the Magnetic Zeros. Ele foi precedido por  Up from Below. O álbum foi lançado em maio de 2012 pela  Vagrant Records e  Rough Trade Records. Foi muito bem recebido pela crítica e escolhido pela Rolling Stones como o sétimo melhor do ano.  O líder Alex Ebert canta sobre o amor e espiritualidade  com maestria e bom tom. Muito bom .

Os Melhores de 2012: # 27 Neil Young and Crazy Horse: Psychedelic Pill

Psychedelic Pill  é o 35o   álbum de estúdio de  Neil Young. Ele foi lança do em outubro de 2012. Neil Young ainda em grande forma, acompanhado pela leal e eficiente banda de apoio Crazy Horses.

Os Melhores de 2012: # 28. Jimmy Cliff: Rebirth

Jimmy Cliff, 'Rebirth'
Jimmy Cliff retornou aos estúdios após 50 anos de carreira e produziu um dos melhores discos do ano.Rebirth é um álbum de reggae lançado em  julho de 2012.  Vencedor do  Grammy Award for Best Reggae Album
 

Os Melhores de 2012: # 29. John Mayer : Born and Raised

John Mayer, 'Born and Raised'

Born and Raised quinto album de estúdio de  John Mayer lançado a  22 de maio de 2012. Este album marca o retorno de John Mayer após um afastamento de dois anos para tratar de um granuloma nas cordas vocais. O állbum é largamente influenciado  por elementos de  folk and Americana num estilo tyípico de  Bob Dylan, Neil Young, David Crosby and Graham Nash.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: