Lançamento: Santana : Africa Speaks (2019)

Africa Speaks (album cover).jpg

Resultado de imagem para 4 stars and 1/4

Que tal reencontrar Santana em sua  forma original, com sua guitarra impecável e um balanço irresistível. Pois prepare-se. Depois de lançar álbuns pouco inspirados nos últimos anos, Carlos Santana, do alto de seus 72 anos, nos brinda com mais uma joia sonora. O álbum foi produzido numa sessãode 10 dias de gravação. produzido por Rick Rubin, no seu estúdio em Malibu. Nestes 10 dias foram gravadas 49 faixas. O álbum é inspirado pelos sons africanos que Santana diz que vinha escutando e selecionando ao longo dos últimos anos e apresenta uma mistura de ritmos africanos, latinos e rock. Para fazer parte do projeto, Santana trouxe a voz única da cantora espanhola Buika, já conhecida dos ouvintes/leitores aqui do Vitrola dos Sousa e conta ainda com a participação de Laura Mvula e Cindy Blackman Santana, esposa de Santana na bateria.  Bem vindo de vota Santana. Aguardamos ansiosos pelas mais de 30 faixas ainda não lançadas. (link para ouvir no Spotfy abaixo)

 

Encontros: Buika and Terell Stafford (trumpet) “My one and only love”

Maria Concepción Balboa Buika (nascida no dia 11/05/1972, em Palma de Mallorca, conhecida como Concha Buika  ou simplesmente  Buika, ié uma cantora espanhola de grande prestígio na Europa.  Eu possuo alguns de seus extraordinários álbuns, entre eles,  Niña de Fuego indicado para o  Latin Grammy Award de 2008 como Album of the Year e o não menos espetacular  La Noche Mas Larga indicado como  Best Latin Jazz Album at the 56th Annual Grammy Awards in 2014. Neste memorável encontro Buika está acompnhada por uma lenda do jazz atual Terell Stafford , trumpetista, natural de Miami, mas criado em Chicago e Silver Spring. Terrell já acompanhou entre outros McCoy Tyner, Christian McBride, John Clayton, Steve Turre, Dave Valentin, e Russell Malone. Imperdível

Melhores de 2013: # 93. Buika : La Noche Mas Larga

https://i2.wp.com/static.fnac-static.com/multimedia/PT/images_produits/PT/ZoomPE/6/4/7/0825646451746.jpgConcha Buika, natural de Mallorca, sempre me impressionou muito com sua voz forte e uma mistura de música africana, com flamenco e muitas pitadas de jazz. A audaciosa mistura de um violão flamenco com uma percussão meio africana, meio bossa nova, que serve de fundo para a bela voz de Buika entoar “Don’t Explain” originalmente gravada por Billie Holiday  realmente não tem explicação, é belíssima e merece ser ouvida várias vezes por dia. Até a batida “Ne me quite pas“de Jacques Brel, gravada por quase todas as cantoras do mundo, ganha uma versão diferente e agradável. Sem dúvida um dos grandes lançamentos do ano. Fico pasmo quando dizem que não há música boa hoje em dia.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: