Lançamento: Raquel Coutinho : Koan EP

KOAN

KOAN ” é regido por sonoridades orgânicas e eletrônicas, com tambores, timbres , texturas sonoras com sobreposição de vozes e letras poéticas. Koan é uma brecha que se abre para que se apresente algo novo e surpreendente. É como um enigma. ” Esse nome foi uma sugestão de Dea Trancoso, grande artista pensadora compositora incrível , que eu admiro muito e tem uma enorme influência sobre minha construção artística”, ressalta Raquel.

O som flerta com a música mântrica, percussiva, provoca sensações e imagens, com uma estética moderna. São cinco faixas inéditas que foram criadas durante o processo criativo da imersão entre Raquel e Lênis.

Raquel Coutinho é cantora, compositora, percussionista e criadora de paisagens sonoras. Nascida em Belo Horizonte, a artista mineira aprendeu a tocar seu tambor com Maurício Tizumba, com quem toca até hoje. Seu trabalho autoral, naturalmente absorveu a cultura dos Tambores de Minas, mas também dialoga com o universo da música contemporânea, incluindo os timbres eletrônicos.

Raquel gravou dois álbuns autorais, “Olho D’água” (2010), produzido por Jongui; e “Mineral” (2015), com produção de Marcos Suzano e Maurício Negão. Sua música correu o mundo e foi muito elogiada dentro e fora do Brasil.

Seu primeiro álbum teve show de estreia no Montreux Jazz Festival e, depois, a artista participou de diversos festivais internacionais, como Midem, realizado em Cannes, na França; CMW, no Canadá; e Womex, em Budapeste, na Hungria. Seu segundo álbum contou, durante a turnê, com participações especiais de artistas como B. Negão, Marcelo Jeneci, Márcia Castro, Sérgio Pererê, Olodum, entre outros.

Escute abaixo no Spotfy:

 

Porque as iranianas estão cantando “Bela Ciao”?

Porque as iranianas estão cantando “Bela Ciao”?

Após a morte estúpida e violenta de mais uma iraniana, pelo regime teocrático dos aytolás, simplesmente por ter usado maneira inadequada um véu, iranianas gravaram um vídeo cantando a canção italiana “Bela Ciao”. Mas porque esta canção ? SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA !

Vitrola Indica: Sarau Minas Tênis Clube – Mauro Zockratto canta Ataulfo Alves

Música boa para ver/ouvir ? O Vitrola indica.

Sempre em dia com o melhor em cartaz.

O samba foi de fato a música que mais marcou e que acabou sendo a maior tendência no trabalho que Mauro Zockratto vem executando em 35 anos de carreira. Em meados da década de noventa, formou o grupo “Prato & Faca” que trazia o samba na sua essência.

No ano 2000, veio o segundo grupo, “Pé de Passagem”, partindo para uma série de shows pelo interior do estado e por bares da capital. Atualmente, integra ao renomado grupo “Copo Lagoinha”.

O show terá a apresentação da jornalista e atriz Christiane Antunã. Segundo Mauro, mais que afetiva, a escolha por trazer a obra de Ataulfo Alves para o Sarau é uma questão de representatividade no samba. “Ele é um sambista que sua obra tem tudo a ver com Minas Gerais, ele morou no Rio, mas manteve a sua mineiridade. Quando eu canto o samba dele, eu falo do que eu vivi na minha casa, que é bem mineira”, diz.

🗓️ 10/10, segunda-feira

⌚20h

🎟️ R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro ou no site eventim. ➡️ Classificação: livre.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: