Busca

Vitrola dos Sousa

Um pouco de música, bom gosto e família

mês

fevereiro 2017

Carnaval :Benito Di Paula, Xande De Pilares – Retalhos De Cetim

Pelo menos um post de Carnaval, nem que seja no último dia.

Homenagem: Al Jarreau

al-jarreau-01

Alwyn Lopez Jarreau (Milwaukee, 12 de março de 1940 – Los Angeles, 12 de fevereiro de 2017),

Nunca é tarde para uma homenagem. Mais um gigante, agora do jazz, nos deixou neste início de ano. Aqui vai a nossa homenagem:

 

Discografia

  • The Masquerade Is Over – 1973
  • We Got By – 1975
  • Glow – 1976
  • Look To The Rainbow – 1977
  • All Fly Home – 1978
  • This Time – 1980
  • Breakin’ Away – 1981
  • Jarreau – 1983
  • High Crime – 1984
  • Live in London – 1985
  • L Is For Lover – 1986
  • “Heart’s Horizon” – 1988
  • Heaven and Earth – 1992
  • Tenderness – 1994
  • A Twist of Jobim – 1997 (vocal em “Girl from Ipanema” e “Waters of March”)
  • Tomorrow Today – 2000
  • All I Got – 2002
  • Accentuate the Positive – 2004
  • Givin’ It Up (with George Benson) – 2006
  • Christmas – 2008
  • Al Jarreau and The Metropole OrkestLIVE – 2012
  • My Old Friend (Celebrating George Duke) – 2014

Premiações no Grammy Award

  • 1978 Best Jazz Vocal Performance, Look To The Rainbow
  • 1979 Best Jazz Vocal Performance, All Fly Home
  • 1982 Best Male Pop Vocal Performance, Breakin’ Away
  • 1982 Best Male Jazz Vocal Performance, “(Round, Round, Round) Blue Rondo A La Turk”
  • 1993 Best Male Rhythm & Blues Vocal Performance, Heaven And Earth

Homenagem: Orlandivo

Resultado de imagem para orlandivo

Orlandivo Honório de Souza (Itajaí, 5 de agosto de 1937-Rio de Janeiro, 8 de fevereiro de 2017)

Não vamos esquecer de homenagear os grandes nomes da música popular brasileira. Faleceu, nesta quarta-feira, 8, aos 79 anos, Orlandivo. Quem foi Orlandivo ? Ele era conhecido como o Rei do Sambalanço,   autor de sucessos como “Bolinha de Sabão” e “Tamanco no Samba”, “Onde Anda o Meu Amor” e “Palladium”, o catarinense também inspirou gente como Jorge Ben Jor, Dóris Monteiro, João Donato, Elza Soares e Wilson Simonal.

Discografia

  • 1961 – Samba Toff/Amor Vai e Vem/Vem Pro Samba/Dias de Verão – Musidisc (EP)
  • 1962 – Samba no Japão/Amor Quadradinho – Musidisc (78)
  • 1962 – Vai Devagarinho/Brincando de Samba – Musidisc (78)
  • 1962 – A Chave do Sucesso – Musidisc (LP)
  • 1964 – Orlan Divo – Musidisc (LP)
  • 1965 – Samba em Paralelo – Musidisc (LP)
  • 1976 – Orlan Divo – Copacabana (LP)
  • 2006 – Sambaflex – DeckDisc (CD)

E se alguém tem dúvida das influências citadas acima:

MUSICOS:
Jean Charnaux (guitarra) Haroldo Cazes (baixo) Rubinho Moreira (bateria)Cezar Ferreira (violão)

Música do Dia:The Monkees – How Insensitive

Imagem relacionada

 

Fica até meio chato falar da importância de Tom Jobim para a música mundial, mas o post de hoje registra uma curiosidade. Vocês sabiam que até os Monkees gravaram uma música de Tom? Então escutem com seus próprio ouvidos:

Homenagem: John Wetton (1949-2017)

Resultado de imagem para John Wetton

John Wetton (Willington, Derby, 12 de junho de 1949 – 31 de janeiro de 2017)

Mal começamos o ano e o rock já tem uma perda a lamentar: morreu o baixista John Wetton,  ex-King Crimson e co-fundador da mega banda Asia, nos anos 1980. Ele faleceu na última quinta-feira aos 67 anos, de câncer de intestino.

Wetton era inglês, de  Bournemouth, onde começou a tocar música religiosa, junto com a família, em uma igreja local. Quando jovem ele tocou em várias bandas, sempre com o amigo  Richard Palmer-James, que o acompanharia pela próximas cinco décadas.

No início dos anos 1970 ele tocou com diversas bandas de rock-progressivo, como Mogul Thrash, Family e Renaissance. Foi então recrutado por outro velho amigo,  Robert Fripp, para fazer parte da última formação do King Crimson, atuando como cantor, baixista,  e compositor, fazendo parte dos álbuns  Larks’ Tongues in Aspic, Starless e Bible Black and Red.

Após a dissolução do King Crimson em 1974, Wetton trabalhou em discos de várias bandas britânicas, incluindo discos do  Uriah Heep ,Bryan Ferry , além de tocar no álbum marcante de Brian Eno Here Come the Warm Jets. Ele também fez uma turnê com a Roxy Music, e tocou várias faixas do seu álbum ao vivo de 1976 , Viva!.

Wetton junto com o baterista do King Crimson Bill Bruford e  Eddie Jobson (Frank Zappa, Roxy Music, Jethro Tull) e Allan Holdsworth, formou o U.K. Após dois álbuns o grupo se separou em 1980. Finalmente, Wetton lançou seu primeiro álbum solo solo , Caught in the Crossfire. Logo depois, Wetton se reuniu a  Carl Palmer, Geoff Downes , além de Steve Howe, do Yes para formar o supergrupo Asia.

Seu primeiro single, “Heat of the Moment,” foi um grande sucesso, mas Wetton, deixou o grupo antes  do lançamento do álbum Aqua, em 1992, retomando sua carreira solo com  o álbum Voice Mail/Battle Lines, de 1994.

Wetton eventualmente se reunia a  Downes, formando o duo, iCon,que lançou vários EPs e CDs durante os anos 2000s. Embora estivesse em luta contra o alcoolismo ele conseguiu realizar a turnê de reunião do  Asia  em 2006 e em 2007 Wetton foi submetido a uma cirurgia cardíaca, mas ainda lançou com o Asia, Phoenix, em 2008 e Gravitas, em 2014 (sem Howe, que saiu em 2013). (Fonte: RollingStone)

 

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: