World Music: Lila Downs ft. Juanes – La Patria Madrina (2015)

Vamos aterrissar no México hoje, com Lila Downs. Ana Lila Downs Sánchez, mais conhecida como Lila Downs (9 de setembro de 1968, Tlaxiaco, Oaxaca, México)[ é uma cantora, intérprete, compositora, produtora musical e atriz mexicana do gênero world music, que canta em diversos idiomas, principalmente em espanhol e muito poucas vezes em inglês, para esquecer…

Noite Instrumental Brasileira: Renato Borghetti Quarteto – Asa Branca (2011)

Com sólida carreira internacional, o músico gaúcho tem 31 anos de carreira. O seu primeiro álbum “Gaita Ponto” (1984) vendeu mais de cem mil cópias e lhe trouxe o primeiro Disco de Ouro da Música Instrumental Brasileira. Renato Borghetti – gaita ponto Daniel Sá – violão Pedrinho Figueiredo – sax e flauta Vitor Peixoto –…

Crítica: Gil e Caetano – “Dois Amigos, Um Século de Música”- Chevrolet Hall – Belo Horizonte – 26/09/15

  Cotação ***** Dois ícones da MPB, dois violões, um cenário simples e  bem bolado, e para completar um verdadeiro rosário de sucessos:  “Sampa”, “Esotérico” , “Expresso 2222”, “Toda Menina Baiana”, “Back in Bahia”, “Em Vim da Bahia”, “Filhos de Gandhi”,  “A Luz de Tieta”, “Domingo no Parque”, “O Leãozinho”, “Drão”, “Super Homem”, “Andar com…

Jazz Round Midnight: Milt Jackson – Lament (1990)

Milton (Milt) Jackson , apelidado “Bags”, (Detroit, Michigan, 1 de janeiro de 1923 – Manhattan, 9 de outubro de 1999) foi o principal vibrafonista do jazz pós-swing, e talvez o maior de todo o jazz. Nascido em Detroit em 1923, começou tocando violão e piano, antes de se decidir pelo vibrafone na adolescência. Em 1945,…

Noite Instrumental Brasileira: Rildo Hora e Misael Hora – Sampa (2011)

Rildo Hora sempre foi um dos meus artistas brasileiros prediletos. Aqui ele nos brinda com uma versão maravilhosa para este clássico de Caetano Veloso.Rildo Hora é apontado pelos colegas gaitistas (inclusive Toots Thielemans) como um dos principais instrumentistas em atividade. Dono de um estilo inconfundível, possui CDs lançados no Brasil e nos EUA. Formação: Rildo…

“REVELAÇÃO” , de Raimundo Fagner – um belo solo de guitarra

O cantor e compositor cearense Raimundo Fagner lançou o álbum ‘‘QUEM VIVER CHORARÁ’’ (também chamado inicialmente de ‘‘EU CANTO’’, parte do poema “Motivo”, de Cecília Meirelles) em setembro de 1978 , e foi o quinto de sua carreira musical. Segundo o site “Wikipedia”, o nome do disco foi trocado após um processo judicial movido pela…