Influenciado pelo pai, o sergipano Zé da Velha começou a tocar trombone aos 15 anos de idade. Logo se enturmou com músicos de gafieira, sambistas e chorões da Velha Guarda. O trompetista Silvério Pontes transita pela área do choro e tocou ao lado de artistas como Luiz Melodia, Tim Maia e Elza Soares. Neste show, a dupla se apresenta acompanhada de quinteto. Aqui eles interpretam Receita de Samba de Jacob do Bandolim

Formação:
Silvério Pontes – trompete
Zé da Velha – trombone
Charlles da Costa – violão
Alessandro Cardozo – cavaquinho
Netinho Albuquerque – pandeiro
Rodrigo Jesus – percussão