Os Incríveis anos 70: Você Não Me Ensinou A Te Esquecer – Fernando Mendes

No final de 1972 entrava no cenário musical o cantor mineiro Fernando Mendes. “A Desconhecida”, gravada recentemente pelo cantor Leonardo,  foi a canção que projetou o cantor em todo território nacional. Lançada em compacto simples, subiu rapidamente Às paradas de sucesso e com força total!  Sua primeira apresentação na TV, foi no programa do Chacrinha, e a partir daí o jovem Fernando Mendes não parou mais, seguiu a carreira musical, interpretando suas próprias canções, que fazem sucesso não só no Brasil, mas em muitos paí­ses do mundo!

Mas o interessante é que uma música de Fernando, composta em 1979,  foi gravada por Caetano Velloso para o filme Lisbela e o Prisioneiro –  “Você não me ensinou a te esquecer”.  Devido ao grande sucesso, a canção cheia de romantismo foi prêmio da ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos) e Prêmio Villa Lobos como o disco mais vendido! Tema do Filme Lisbela e o Prisioneiro, a canção foi indicada para Grammy Latino 2004 e recuperou o prestigio e reconhecimento à  sua carreira.

Assim o Vitrola corrige esta injustiça – todos acham que esta linda canção é de Caetano – não é – Fernando Mendes é o dono dos créditos.

Grandes Temas de Abertura: Seinfeld Theme – Jonathan Wolff

138419090

Poucos temas de abertura foram tão tocados e conhecidos como o da série americana.” O baixo marcante que pontua a música foi criado em um sintetizador e não num baixo elétrico. Quer saber o resto da história?

Foi pedido a Jonathan Wolff , compositor de “Seinfeld”  para compor uma música icônica que pudesse ser diferente em cada episódio.  Wolff usou o monólogo de abertura de cada episódio de Seinfeld’ como uma melodia para o tema. O compositor gravou samples de barulhos de lábios e de líguas e outros sons orgânicos humanos, para criar o que ele descreveu como um   “percolating rhythm, this New York groove”  que tocaria ao longo da fala de Seinfeld’s.

Toda semana, Wolff poderia recriar o tema com o uso do sintetizador, tarefa na qual ele levava cerca de 4 horas.  O uso de de um  slap bass sample era algo inédito, numa época sufocada de temas de TV baseadas em solos de saxofone.  (Huffpost TV)

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: