Noite Instrumental Brasileira: Andrea Drigo – Pau de Arara (Luiz Gonzaga

Pesquisadora de canto contemporâneo, ou ‘arqueóloga da voz’, Andrea Drigo é multiinstrumentista, regente, diretora e compositora. Técnica em violão erudito pelo Conservatório Guiomar Novaes, tendo mestres como Henrique Pinto e Luis Carlos Tessarin; compositora e regente pela FAAM-SP, inclui em sua formação uma profunda pesquisa por diversos territórios culturais, que vão de musicalidades regionais e afro-brasileiras às paisagens sonoras orientais, com ênfase no estudo da música clássica indiana.

Deixe um comentário

Arquivado em Andrea Drigo, Instrumental, Noite Instrumental Brasileira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s