Favoritos dos Sousa: Jair Rodrigues – Homenagem

O nosso Favorito homenageado desta vez não poderia deixar de ser Jair Rodrigues.

Jair Rodrigues de Oliveira

6/2/1939 Igarapava, SP

+ 8/5/2014 Cotia, SP

 

 

 

 

 

 

 

 

Jair iniciou sua carreira como crooner , cantando em casas noturnas, inicialmente no interior de São Paulo. Em 1960 ganhou um programa de calouros:  Programa de Cláudio de Luna” (Rádio Cultura) e foi contratado para gravar seu primeiro disco, um 78 rpm, em 1962. Curiosamente, este disco tinha duas músicas gravadas para a Copa de de 1962: “Brasil sensacional” e “Marechal da vitória”, sendo que a última fez bastante sucesso em São Paulo. Depois de outros 78 rpm, lançou seu primeiro LP em 1964: “Vou de samba com você” e logo a seguir o segundo “O samba como ele é”, também em 1964. Foi nessa época em que ele emplacou outro grande sucesso “Deixa isso pra lá” (Alberto Paz e Edson Meneses), em que ele meio que misturava uma série de gestos, com as palmas das mãos , com trechos praticamente falados. Por causa desta música, Jair foi considerado uma espécie de precursor do rap brasileiro. Em 1965, Baden Powell estava deixando um show que fazia regularmente no Teatro Paramount, em São Paulo e Jair foi convidado para substituí-lo. Foi lá que nasceu a sua famosa parceria com Elis Regina, uma estreante e que rendeu um outro LP de estrondoso sucesso: “Dois na bossa”, gravado ao vivo, logo seguido pelo lançamento de um programa de TV: “O fino da bossa”, produzido pela TV Record (SP), que teve estreia dia 19 de maio de 1965, marcando definitivamente seu lugar entre as grandes estrelas da MPB. Jair se distinguiu ainda nos anos sessenta por suas participações em festivais  musicais, uma febre na época. São de festivais suas memorável interpretação para Disparada” (Geraldo Vandré e Teo de Barros), dividindo o primeiro lugar com “A banda” (Chico Buarque), no Festival da Record de 1966. Sua popularidade extrapolou o Brasil e ele se apresentou com frequência no exterior, em países como Portugal, Alemanha, França, Suíça, Itália, Estados Unidos e Japão. Apresentou-se com Elis Regina e o Zimbo Trio no Cassino Estoril, em Portugal, no Teatro Famoso, na Argentina, e no Cine Ávis, em Angola, ao lado do grupo Os Originais do Samba, no Midem, em Cannes, entre outros espaços. Desde então Jair foi uma referência de sambista, de elegância, educação, bom  humor e sobretudo musicalidade. Hoje sua voz se calou, devido a um infarto, sofrido enquanto fazia uma sauna em sua casa. O cantor era casado com Clodine Mello, com quem tinha os filhos Jair Oliveira e Luciana Mello, também cantores.O Vitrola do Sousa não poderia deixar de prestar esta justa homenagem e colocá-lo em nossa galeria dos Favoritos do Sousa. Que Jair permaneça para sempre em nossa memória musical e afetiva.

DISCOGRAFIA:

  • (2014) Samba Mesmo – Volume 1 e 2 (I Tunes)
  • (2009) Festa Para Um Rei Negro (CD e DVD)
  • (2006) Jair Rodrigues – Programa Ensaio – Brasil 1991 • Trama • CD
  • (2005) Alma negra • Trama • CD
  • (2004) A nova bossa • Trama • CD
  • (2002) Intérprete • Trama • CD
  • (2000) 500 anos de folia vol. 2 • Trama • CD
  • (1999) 500 anos de folia-100% ao vivo • Trama • CD
  • (1998) De todas as bossas • Som Livre • CD
  • (1996) Eu sou… Jair Rodrigues • Movieplay • CD
  • (1994) Viva meu samba • Movieplay • CD
  • (1991) Lamento sertanejo • Copacabana • LP
  • (1988) Jair Rodrigues • Copacabana • LP
  • (1985) Jair Rodrigues • Copacabana • LP
  • (1984) Luzes do prazer • PolyGram • LP
  • (1983) Carinhoso • PolyGram • LP
  • (1982) Jair Rodrigues de Oliveira • PolyGram • LP
  • (1981) Antologia da seresta nº 2 • PolyGram • LP
  • (1981) Alegria de um povo • PolyGram • LP
  • (1980) Estou lhe devendo um sorriso • PolyGram • LP
  • (1979) Antologia da seresta • PolyGram • LP
  • (1979) Couro comendo • PolyGram • LP
  • (1978) Pisei chão • Phonogram • LP
  • (1977) Estou com o samba e não abro • Phonogram • LP
  • (1976) Minha hora e vez • Phonogram • LP
  • (1975) Ao vivo no Olympia de Paris • LP
  • (1975) Eu sou o samba • Phonogram • LP
  • (1974) Abra um sorriso novamente • Phonogram • LP
  • (1974) Jair Rodrigues dez anos depois • Phonogram • LP
  • (1973) Orgulho de um sambista • Phonogram • LP
  • (1972) Com a corda toda • Phonogram • LP
  • (1971) É isso aí • Phonogram • LP
  • (1971) Festa para um rei negro • Philips • LP
  • (1970) Talento e bossa de Jair Rodrigues • Philips • LP
  • (1969) Jair de todos os sambas • Philips • LP
  • (1969) Jair de todos os sambas nº 2 • Philips • LP
  • (1968) Menino rei da alegria • Philips • LP
  • (1967) Dois na bossa nº 3. Elis Regina e Jair Rodrigues • Philips
  • (1967) Jair • Philips • LP
  • (1966) O sorriso do Jair • Philips • LP
  • (1966) Dois na bossa nº 2 . Elis Regina e Jair Rodrigues • Philips
  • (1965) Dois na bossa. Elis Regina e Jair Rodrigues • Philips
  • (1964) Vou de samba com você • Philips • LP
  • (1964) O samba como ele é • Philips • LP

Um comentário em “Favoritos dos Sousa: Jair Rodrigues – Homenagem

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: