Melhores de 2013: # 89. Pedro Morais : Vertigem

Conheci Pedro Morais tocando em um hotel em Lavras Novas,  no ano passado. Imediatamente me apaixonei pela música deste mineiro de Belo Horizonte. Muita competência, empatia e um violão extraordinário. É com muito prazer que o Vitrola escolhe o terceiro CD de Pedro como um dos melhores do ano.

“Mastigar demais nunca é bom. É sempre bom deixar uma aresta para o público”, diz Pedro. Vertigem é a busca por outra sonoridade, dentro do próprio universo. “Busquei algo que realmente sentisse na pele”, garante Pedro Morais, que compôs o novo repertório antes da iniciar a produção do CD. Paralelamente, ele mantém carreira no grupo vocal Cobra Coral, ao lado de Kadu Vianna, Mariana Nunes e Flávio Henrique. Acompanhado de banda nova, formada por Marcelo Guerra (guitarra), Marcos Nogueira (teclados), Fred Heliodoro (contrabaixo) e Lenis Rino (bateria), Pedro Morais (voz, violão e guitarra) apresenta o repertório do novo disco na íntegra, além de aproveitar para reler canções dos trabalhos anteriores. ‘Puxado por Bilhete’, canção feita por ele a partir do poema homônimo de Mário Quintana, ‘Vertigem’ é produto do concurso virtual que o Festival Música para Todo Mundo (MPTM), no qual Pedro foi o escolhido do público, enquanto Bárbara Eugênia e Wado foram indicados pela curadoria.Gravado em tempo recorde, em São Paulo, ‘Vertigem’ é dedicado à memória do amigo Marku Ribas (1947–2013), com o qual ele conviveu nos últimos anos de vida. “Foi um dos artistas mais viscerais que conheci”, diz a respeito do amigo, tido por muitos como o “rei do suingue”, que morreu este ano.

Única participação especial, Juliana Perdigão interpreta Nuvem, da parceria de Pedro com Francesco Nápoli, André Miglio e Danilo Guimarães. Entre as mais radiofônicas do disco estão a faixa de abertura, ‘Para repetir’, e a nona, ‘Às vezes só’, que ele assina sozinho. O repertório inédito fecha com ‘Liga’, ‘Bilhete’, ‘A eternizar’, ‘Curva da noite’, ‘O amanhã’, ‘O grão’ e ‘Ê camarada’, esta com direito à citação de ‘Zamba bem’, de Marku. O lançamento é do selo Oi Música. (TEXTO DO ESTADO DE MINAS: Ailton Magioli)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s