Após um longo período o Vitrola volta às suas atividades. Para comemorar , nada como prestar ima homenagem a um dos nossos favoritos, que nos deixou recentemente.

Altamiro Carrilho

Altamiro Aquino Carrilho (Santo Antônio de Pádua, 21 de dezembro de 1924 – Rio de Janeiro, 15 de agosto de 2012) foi um músico, compositor e flautista brasileiro.

Altamiro gravou mais de cem discos, compôs cerca de duzentas canções, tendo se apresentado em mais de quarenta países difundindo o Choro brasileiro.É o flautista com maior número de gravações registradas na história do disco no Brasil,além de ser considerado por críticos e especialistas da área, como um dos maiores flautistas da história do instrumento.Era considerado pelo flautista francês Jean Pierre Rampal o melhor flautista do mundo. Foi através de um LP de Altamiro, lá pelos idos de de 1974-75, já na Escola de Medicina, quando se vivia, como forma de protesto e nacionalismo, um “revival”da música popular brasileira tradicional, que eu conhecí numa das muitas noitadas de festa no Diretório Acadêmico o som de Altamiro e a força do chorinho. Foi paixão imediata. Sentiremos saudade de Altamiro e sua doce flauta brasileira…

DISCOGRAFIA:

  • Juntos (2002) (participação/Dois no Choro, EUA)
  • Millenium (2000)
  • Flauta Maravilhosa (1996)
  • Brasil Musical – Série Música Viva – Altamiro Carrilho e Artur Moreira Lima (1996)
  • Instrumental No CCBB- Altamiro Carrilho e Ulisses Rocha (1993)
  • Cinqüenta anos de Chorinho (1990)
  • Bem Brasil (1983)
  • Clássicos em Choro Vol. 2 (1980)
  • Clássicos em Choro (1979)
  • Altamiro Carrilho (1978)
  • Antologia da Flauta (1977)
  • Antologia do Chorinho Vol. 2 (1977)
  • Antologia da Canção Junina (1976)
  • Antologia do Chorinho (1975)
  • Pixinguinha, de Novo – Altamiro Carrilho e Carlos Poyares (1975)
  • A flauta de prata e o bandolim de ouro – Altamiro Carrilho e Niquinho (1972)
  • A furiosa ataca o sucesso (1972)
  • Dois bicudos (1966)
  • Altamiro Carrilho e sua bandinha no Largo da Matriz (1966)
  • A banda é o sucesso (1966)
  • Choros imortais nº 2 (1965)
  • Uma flauta em serenata (1965)
  • Altamiro Carrilho e sua bandinha nas Festas Juninas (1964)
  • No mundo encantado das flautas de Altamiro Carrilho (1964)
  • Choros imortais (1964)
  • Recordar é Viver Nº 2(1963)
  • Bossa Nova in Rio (1963)
  • Recordar é Viver nº 3 (1963)
  • A Bandinha viaja pelo Norte (1962)
  • Vai Da Valsa (1961)
  • Desfile de Sucessos (1961)
  • O melhor para dançar – Flauta e Órgão (1961)
  • Era só o que flautava (1960)
  • A bordo do Vera Cruz (1960)
  • Parada de Sucessos (1960)
  • Chorinhos em desfile (1959)
  • Dobrados em desfile (1959)
  • Boleros em desfile nº 2 (1959)
  • Altamiro Carrilho e sua bandinha na TV – nº 2 (1958)
  • Homenagem ao Rei Momo (1958)
  • Boleros em Desfile (1958)
  • Enquanto houver amor (1958)
  • Recordar é viver (1958)
  • Revivendo Pattápio (1957)
  • Altamiro Carrilho e sua flauta azul (1957)
  • Ouvindo Altamiro Carrilho (1957)
  • Natal (1957)
  • Altamiro Carrilho e sua bandinha na TV (1957)