Michel Teló, Los Hermanos e a Hipocrisia

Essa semana eu ouvi muito murmurinho por causa de eventos musicais brasileiros. Costumo não me envolver em polêmicas, mas eu gosto de dar a minha opinião.

teló
#FreeMichelTeló

Primeiro vou começar com a polêmica “Ai se eu te Pego” chegando na Europa. Ok gente, a música é ruim? É. Michel Teló não tem talento? Não. Ela reflete a cultura brasileira no exterior? Talvez. Não vamos nos enganar, o Brasil é muito grande, e somos lembrados sempre por muitas coisas, pela alegria do nosso povo, pelo talento no futebol (ou ao menos era né?), pelos excelentes músicos (exportávamos Mutantes, João Gilberto, Chico Buarque), mas também pelo carnaval, mulheres peladas e, porque não, Michel Teló? Não que eu vá comprar discos de Michel Teló ou frequentar estes tipos de shows (porque ai pra mim é demais, mas não julgo quem o faz), mas vamos concordar que é divertido, quando estamos em alguma festa, algum lugar para nos divertir, ouvir e dançar esse tipo de música. É ai que começa a hipocrisia. Se é divertido para nós, brincar, rir, fazer piada da situação, porque não seria divertido para o Nadal? O Cristiano Ronaldo? Os jogadores suecos? Os portugueses, espanhois, poloneses e italianos? Afinal, nós nos damos o direito de dançar a música do Guarda-Chuva ou do Cafetão (“Umbrella” da Ryhanna e “P.I.M.P.” de 50 Cent) sem sequer nos preocupar com o que a letra quer dizer, e sem pensar que isso “reflete” a cultura americana, não é mesmo? Afinal eles tem tantas coisas boas que podemos relevar isto, certo? Não, a situação é a mesma. A letra também fala coisas desconexas e mesmo assim adoramos dançar. Vão vir os mais hipócritas dizer que “eu não danço quando toca Michel Teló, ou 50 Cent, ou qualquer outra coisa que eu não julgue ser musicalmente interessante”. Ok, então você é um chato, e só isso que tenho pra falar.

E ah, Michel Teló, tudo bem, é bacana seu sucesso no exterior e continue assim, atingindo seus sonhos, mas por favor, não traduza a música para outras linguas. Você faz sucesso lá porque ninguém entende o que você diz, e esse é o charme, traduzir vira vexame, please.

Para a polêmica Los Hermanos, fica a mesma conduta. Eu não julgo quem gosta de Michel Teló, eu não julgo quem escuta Angra, eu não julgo quem curte Velhas Virgens, e não acho que todo fã deve ser generalizado por gostar de um estilo musical. Nem todo fã de Michel Teló é sertanejo barango, nem todo fã de Angra é roqueiro cabeludo, nem todo fã de Velhas Virgens é sujo e nem todo fã de Los Hermanos é cult chato. Conheço fãs de Los Hermanos que escutam Exaltasamba, Cartola, Beatles e Pixote (né Marina Nogueira), e nem por isso podem ser rotulados como chatos. O frisson pelos ingressos aconteceu pelo simples fato de que os caras não tocavam há muito tempo. Pode ser por interesse financeiro, eles podem tocar só por tocar, o show pode ser uma droga, mas o fã não perde essa chance de tomar cerveja, reunir os amigos e cantar suas músicas favoritas. Ou você acha que o Paul McCartney, o ACDC, os Rolling Stones e outros que estão na estrada há anos também só tocam por puro amor aos fãs e as músicas? Tem que ter dinheiro na parada senão ninguém sai do lugar.

Então é isso. Por hoje, abaixo a hipocrisia musical, vamos todos nos respeitar e ser menos críticos com pequenas coisas. Vamos guardar nossas energias para mudar o país, ir as ruas, reclamar algo importante. #FreeMichelTeló, #FreeMarceloCamelo, #Chegadehipocrisia.

*A autora Marina Silva deixa claro que nunca gostou de Michel Teló, mas assume dançar “Ai se eu te Pego” eventualmente em festas de casamento ou formatura, com seus amigos que se julgam cultos demais para isto. Ah, e ela é fã de Los Hermanos, e encararia a fila pelo show (mas botou sua irmã mais nova para cumprir tarefa tão árdua) 😉

5 comentários em “Michel Teló, Los Hermanos e a Hipocrisia

Adicione o seu

  1. Também concordo em numero e genero (não existe concordancia para grau, hehehehehe).
    Na década de 80 adorava colocar Sidnye Magal nas pistas quando todo mundo já tinha bebido o suficiente e a pista estava lotada. Alguém parava de dançar?
    Que nada, adoravam e ai mesmo que dançamam mais!
    []s
    Paulo

    Curtir

  2. Por isso que você é minha prima. haha Brincadeira, mas curti muito o texto, você escreveu exatamente o que eu já pensava a muito tempo. A hipocrisia é grande demais. Foda é vc ver o povo falando por ai que Michel Teló é uma merda, mas fala isso pq faz toda uma pose de roqueiro, pq rock virou moda. Mas em outros tempos, essa pessoa foi em shows de sertanejo por ai.
    Ah na boa, tem que acabar com essas rotulações. Cada um com seus gostos e que sejam respeitados. Ser eclético faz mais bem a saúde do que gostar (ou pelo menos fingir que gosta) de um estilo só. As pessoas são mais abertas a novos estilos e se incomodam menos quando musicas diferentes tocam por ai, principalmente em festas.
    #Chegadehipocrisia

    Curtir

  3. Acho que no final das contas eu adoro sair para dançar aqui nas “gringas” e ver um gostinho brasileiro espalhado pelo mundo. É muito bom ver que a nossa cultura, seja ela qual for, está presente em outros países. Quanto aos Los Hermanos, até parece que é novidade que dinheiro move o mundo! Seja na música,no cinema, nos negócios, na POLÍTICA ou no esporte. Bem vindos à nossa realidade. Se não gosta, ao invés de criticar, vá fazer alguma coisa.
    Adorei prima!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: