Os 50 Solos de Guitarra Mais Influentesdo Rock – Parte VII

#24 – Eddie van Halen – Eruption (1978)

Porque é importante:”Gravado em 1978 é a obra de guitarra mais influente dos últimos 40 anos. Eddie pegou uma Stratocaster com humbucker (captador) , um MXR Phase 90 e um Marshall plexi e mandou ver. Seus licks superenvenenados, inspirados em Clapton enlouqueceram a comunidade da seis-cordas. O tapping de Van Halen chamou a atenção de todos os guitarristas e Eruption se tornou o solo mais emblemático das duas décadsa seguintes. Causou impacto em milhões e roqueiros e em todo gartoto que já colocou o pé dentro de uma loja de guitarras” (Guitar Payer)

A Stratocaster e Van Halen

#25 – Allan Holdsworth – In the Dead of Night (1978)

Porque é importante: ” Como Bill Bruford descreveu, este solo era 94 segundos de pura paixão combinada com uma fluência técnica ofuscante que devem ficar registrados para sempre na história da guitarra rock. Todas as qualidades do brilhante estilo de Holdsworth encontram-se neste solo: equilíbrio, ritmo, melodias, saltos de intervalos à la Slonimsky, alavanca… e tudo isto sobre um groove matador” (Guitar Player)

Ibanez  e Allan Holdsworth

#26 – Mark Knopfler – Sultans of Swing (1978)

Porque é importante: “Quando Knopfler lançou esta obra prima, tocada com técnica de dedilhado e utilização de dois captadores, ele mostrou a guitarristas que distorção e palheta não eram necessários para fazer rock. Usando os captadores do meio e da ponte de uma Strato, um Fender Twin Reverb e um Roland JC-120, Knopfler executou solos hábeis e exuberantes que faziam referência a Chet atkins, com notas estaladas, bends melodiosos e arpejos instigantes. O timbre de Knopfler influenciou o som limpo de guitarra dos 20 anos seguintes. Quando as pessoas falam de um “timbre fora de fase” de Strato, estão falando desta música” (Guitar Player)

A Stratocaster ede Mark Knopfler e o Dire Straits

#27 –Michael Schenker– Rock Bottom (1979)

Porque é importante: ” Os anos 70 foram ótimos para álbuns ao vivo, com clássicos de Peter Frampton, Thin Lizzy e Ted Nugent, mas um dos solos mais memoráveis está em um LP duplo do UFO, cortesia de Michael Schenker. O extenso solo de Rock Bottom contém o melhor do guitarrista alemão: melodia, dinâmica, timbre arrasador e muito feeling. Esse solo fascinou roqueiros ao rdor do mundo, incluindo George Lynch, Vinnie Moore, Akira Takasaki e Kirk Hammett” (Guitar Player)

Michael schenker e sua Guitarra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: